Área reservada





  • Slide 7
  • slide4

História

 

1999 e 2000 – Tempos de mudança

Por escritura pública no dia 14 de Abril de 1999, a Escola adquiriu personalidade jurídica e passou a designar-se Instituto Bíblico da Convenção das Assembleias de Deus em Portugal (IBAD).

Em 31 de Julho de 2000, firmou-se um Protocolo com a Universidade Lusófona em Lisboa. Desta forma os alunos formados pelo IBAD obtêm equivalência para efeito de licenciatura em Ciência das Religiões nessa Universidade. É de salientar que vários dos alunos graduados no IBAD têm aceite o desafio de se licenciarem, enriquecendo o seu ministério e a obra de Deus em Portugal.

2003 a 2006 – Melhor estrutura e mais qualidade

Dentre os elementos que integraram as várias Direcções que orientaram os destinos desta Instituição, destaca-se o Pr. José de Oliveira Pessoa, já com o Senhor, o qual muito se esforçou para a sua implantação. O Pr. António Barata também pertenceu a uma das Direcções

Em Abril de 2003 foi eleita uma nova direcção. Esta tem a seguinte constituição: Presidente Pr. Paulo Branco, Vice-presidente Pr. Manuel Moutinho, Tesoureiro Pr. Vieito Antunes, Secretário Pr. Samuel Martins, 1º Vogal Pr. Manuel Joana e 2º Vogal Pr. Carlos Baptista. O Pr. Tavares de Oliveira foi nomeado vice-director em Junho de 2003.

Também foi iniciado um curso de pedagogia anual para o corpo docente do IBAD. Os objectivos são a melhoria da qualidade e efectividade do ensino, através de uma reciclagem pedagógica dos professores.

Em Setembro do mesmo ano, testou-se a implementação do 3. ° Ano Ministerial Especializado, com Bacharel em Teologia. Este curso tem uma componente externa, na qual os alunos fazem a sua formação teórica e prática no terreno. Assim, nos meses de Janeiro a Abril os alunos estão envolvidos nas áreas da Acção Social, Comunicação Social, Toxicodependência, Evangelismo, Missões e Pastoral.

Em Abril de 2005 foi decidido alargar o curso para três anos, obrigatório para todos os candidatos ao ministério a tempo integral nas Assembleias de Deus. Esta ampliação está a ser ponderada de forma a ser efectivada em tempo oportuno.

Simultaneamente foi aprovado que o curso básico de Teologia da EETAD será de futuro reconhecido como equivalente ao primeiro ano do IBAD.

Este Instituto tem já contribuído substancialmente para o enriquecimento e expansão das Assembleias de Deus em Portugal e para a qualidade dos seus Ministros, embora lutando ainda com carências de vária ordem, que gradualmente têm vindo a ser colmatadas.

O número de alunos graduados, ascendeu os 204. A maioria desses obreiros encontra-se no activo. Alguns estão a pastorear Igrejas, a trabalhar em Campos Missionários ou Instituições Evangélicas em Portugal. Outros alunos graduados servem além fronteiras, em Angola, Moçambique, S. Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Brasil, Estados Unidos, Itália, França e Guiana Francesa.

O presente e o futuro

Desde há muito tempo que as lideranças do IBAD e do IB Monte Esperança estavam falando sobre a possibilidade de juntar as duas escolas para melhor servir as Igrejas Evangélicas em Portugal. Em Janeiro de 2007 foi assinado um acordo na Convenção em Portimão no sentido de alcançar este alvo. Assim em Setembro de 2007 nasceu o MEIBAD Monte Esperança Instituto Bíblico da Convenção das Assembleias de Deus em Portugal, resultado da fusão dos dois, juntando 40 anos de experiência, a tradição e formação bíblica e teológica em Portugal.

Por isso, a partir do ano lectivo 2007/2008, passaram a existir condições logísticas e docentes enriquecidas, com o objectivo de dar formação ao nível das exigências actuais.

O MEIBAD possui instalações que permitem receber melhor todos os que queiram adquirir formação nas mais diversas áreas. Além disso existe um leque mais variado de cursos, pensado para que cada aluno possa servir melhor a Deus nas suas igrejas locais e na sociedade em geral.

Está-se ainda a criar um Centro de Estudos e Investigação, para aprofundar questões relevantes e importantes do nosso tempo. Desta forma será apresentada uma posição com base bíblica relativamente a assuntos como aborto, eutanásia, homossexualidade, seitas e movimentos religiosos, entre outros.

Os desafios continuarão a surgir no futuro, mas a Equipa que dirige e colabora no MEIBAD permanecerá empenhada em servir a igreja, formando obreiros devidamente preparados e qualificados.



MEIBAD © WorkMove